SÍNDROME DE EDWARDS:

ASPECTOS E CARACTERÍSTICAS

A síndrome genética conhecida como Síndrome de Edwards ou Trissomia do cromossomo 18 é a segunda síndrome relatada em números de casos, ficando atrás somente da síndrome de Down (trissomia do cromossomo 21). Pode ser diagnosticada no primeiro exame trimestral ou no exame pré-natal feito no segundo trimestre.


O papel da Fisioterapia é muito importante nos cuidados paliativos de crianças portadoras desta síndrome, contribuindo diretamente com a sua evolução. Entre eles:

- Melhora no quadro respiratório;

- Diminuição das complicações pulmonares;

- Prevenção de futuras deformidades e contraturas;

- Diminuição de complicações motoras;

- Melhora do tônus;

- Melhorias de padrões de postura e movimento;

- Entre outros.


Neste conteúdo, o Prof. Me. Andre Luiz Henrique, docente do curso de Pós em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal da Pós Estácio, fala sobre as características da Síndrome de Edwards (SE).


Inscreva-se no formulário e, através desse conteúdo, descubra que crianças que são acompanhadas pela fisioterapia desde os primeiros meses de vida, apresentam uma boa qualidade de vida!

Preencha o formulário:

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

@Pós-Graduação Estácio. Todos os Direitos Reservados.