QUEIMADURAS NA INFÂNCIA:

UM OLHAR CUIDADOSO DA FISIOTERAPIA

Com as recentes mudanças no cenário político acerca do tratamento e acompanhamento dos pacientes queimados, é urgente e necessário que os profissionais de fisioterapia se preparem adequadamente para o recebimento e tratamento desses pacientes, que possuem como características a gravidade, alta letalidade e morbidade prolongada.


Neste conteúdo, a Prof.ª M.e Vanusa Cristina Lima, docente do curso de Pós-graduação em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal, mostra como os casos de queimaduras na infância precisam ser enfrentados pelos fisioterapeutas das unidades intensivas, de forma que ofereçam tratamento e atenção diferenciados a pacientes que, até os dias de hoje, desafiam as equipes de saúde mais experientes.


Neste conteúdo você verá:

• Causas de queimaduras em crianças;

• Estatísticas sobre queimaduras no Brasil;

• O papel da fisioterapia no tratamento de queimados;

• Tipos de queimaduras e níveis de gravidade;

• As características do paciente queimado na infância;

• Entre outros.


Quer saber mais? Inscreva-se no formulário e receba esse conteúdo gratuito.

Preencha o formulário:

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

@Pós-Graduação Estácio. Todos os Direitos Reservados.